Hibridização

A criação de variedades híbridas é uma das técnicas de melhoramento que dá os melhores resultados. A ideia é simples: usando um método controlado de cruzamento e duas linhagens parentais endogâmicas puras selecionadas com características de interesse particular, é possível obter uma variedade com desempenho superior.

Esse fenômeno é conhecido como vigor de híbrido ou heterose. Como regra, as variedades híbridas têm um rendimento muito maior e são mais tolerantes a diferentes tipos de estresse que as variedades convencionais. A Nunhems tem muitos anos de sólida experiência nessa área.

Casamenteiros

Para produzir uma variedade híbrida e combinar qualidades desejadas, duas linhagens parentais endogâmicas são necessárias: uma linhagem feminina e uma masculina. No processo de criação do híbrido, a primeira etapa para o melhorista é desenvolver as duas linhagens parentais endogâmicas puras, fêmea e macho, que trazem consigo os genes necessários. Isso é feito por meio de endocruzamento (autopolinização) por até sete gerações. Ambas linhagens devem ser produzidas isoladamente para garantir um alto nível de pureza genética.

Assim que as duas linhagens parentais endogâmicas puras portadoras de todos os genes desejados são obtidas, elas podem ser cruzadas para produzir uma variedade híbrida. Se o melhorista escolheu a combinação certa para o cruzamento, os híbridos resultantes apresentarão o vigor de híbrido (heterose). Como regra, quanto maior for a distância genética das linhagens parentais endogâmicas, maior será a heterose. É por esse motivo que temos de usar uma base de germoplasma bastante ampla e linhagens exóticas para desenvolver híbridos excepcionais.
Sites de Países

Sites de Países

Pesquisar